05 JUNHO ECLIPSE LUNAR às 16h26m HB a 15º 34 de Sagitário








OLHA PRÔ CÉU
05 JUNHO 2020
LUA CHEIA EM SAGITÁRIO
ECLIPSE LUNAR às 16h26m HB a 15º 34 de Sagitário 


Como não tem luz própria, a Lua reflete o brilho do Sol. No momento em que a Terra passa entre os dois, ocorre um impedimento, pois a luz do Sol não consegue mais atingi-la e ela se mostra escura, numa misteriosa dança com ares de melancolia para alguns e de imenso fascínio para muitos. 

O que nos impulsiona num momento como esse são as crises que nos cutucam sem dó nem piedade, exigindo atitude diante do pacto estabelecido com a acomodação e com os nossos receios.   

Uma experiência provocada por um acontecimento singular e inesperado pode chegar revirando o passado e atiçando o futuro. Como um insight eletrizante que nos arrepia criando um circuito novo e desconhecido dentro de nós, que exige adaptação, rever ideias, posturas, valores, objetivos. Sim, mais uma vez.

Prepare-se para tirar o véu. Mas tudo bem, se achar melhor, abra os olhos devagar, mas a hora é agora e é a partir daí, que surgirão novas maneiras de ser, estar, resolver questões.

Seguir no automático não é permitido. Com os próprios pés, trace o caminho que vai percorrer. Faça a sua parte e comprometa-se!

O eclipse demanda oxigênio e área de circulação para podermos lidar com as surpresas que podem surgir, e se for o caso, agregá-las à nossa existência. Ele nos cutuca para que possamos nos espreguiçar, respirarmos fundo e sairmos do sonambulismo emocional ao qual estamos acomodados. 

A Lua vem Cheia em Sagitário e o Eclipse acontece logo após, ainda na poeira da sua chegada. Otimista por natureza,  enxerga longe. Não porque seja uma iludida ou qualquer coisa assim, mas porque de fato tem uma confiança natural pelo que está por vir e com esses recursos amplia o universo do qual faz parte.

As restrições, seja do espaço, seja enquanto produto de relações opressivas que tentem ceifar sua independência, mesmo que de maneira velada, estão com os momentos contados, caso se permita o fluir.

Esta energia lunar sagitariana tem um poder de adaptação grande, mas algumas coisas são claramente inegociáveis, como por exemplo, a liberdade.

Estando no eixo Gêmeos/Sagitário, questões que envolvem relações, comunicação, conhecimento e ampliação da filosofia de vida e do conhecimento em geral são foco, assim como o comércio, o sistema financeiro, as longas viagens e a troca entre culturas. Tudo isso, claro,  inserido no contexto mundial da pandemia.
Se não relativizarmos as coisas, trazendo para a nossa realidade, a frustração nos devora sem aviso prévio.

Entenda. O Eclipse não cria nada, ele apenas detona, faz transbordar o que já vinha vindo na pressão, em acúmulo.

O que for sólido, não sofrerá maiores abalos. Porém, o que não estiver fincado em alicerces firmes, sentirá os tremores desta energia que exige transformação. Cuide da maneira como se expressa, invista na melhor maneira de se fazer entender emocionalmente.

O Eclipse também reduz o brilho e a potência de novas investidas. Então vamos supor que você esteja apostando em algo que acredita com toda a sua força, que será sucesso daqueles. Menos, bem menos. Considere váaaarios tons abaixo das suas expectativas em geral.

Aquilo que poderia jorrar purpurina em outro momento, sob a duração da energia do Eclipse fica meio em desmaio, meio tom, meia boca.

Tudo isso depende não só do fenômeno do Eclipse em si, mas também dos outros aspectos celestes que o afetam.

Então, aquela conjunção do Sol com a Vênus do dia 03, está dizendo: - “Presente, ói nóis aqui!”

Assim como a oposição do Sol e da Lua neste eixo Gêmeos/Sagitário.

Mercúrio e Urano fazem um lindo sextil que flui com a graça dos deuses no sentido de trazerem criatividade e genialidade. Dão uma acelerada em questões que seriam mais vagarosas como pesquisas, protocolos, testagens de uma possível vacina. São assuntos da maior importância e que podem dar uma mudada neste cenário.

Isso não quer dizer que o comércio vá retomar com tudo. Apesar da flexibilização, a resposta da economia não será vívida, esperta. Tudo acontecerá muito aos poucos. Quem acha que a flexibilização é a resolução da economia, talvez se decepcione. Mas, potencialmente, poderão surgir ideias muito interessantes em relação a vendas, por exemplo, como alternativa em relação ao receio de voltarmos a circular, apesar da flexibilização. Aos poucos, bem aos poucos, nosso ir e vir com segurança retornará.
A conjunção da Vênus com o Sol ajuda? Sim! Sem ela nem sei. Mas o encantamento está rebaixado, isso está. O Eclipse traz certa palidez.

Vênus, sugere fortemente que valores como harmonia, acordos, busca do caminho do meio, sejam considerados como alicerces neste momento em que nos sentimos, e estamos, caminhando por campo minado. Chame pelo diplomata dentro de você, será muito mais produtivo, acredite. Se manifeste mas tente o caminho pacificador! O caminho que mude comportamentos, mentalidades. Isso demorará vidas, mas é preciso começar de outra forma, criando estruturas diferentes.

Veja só, Marte do céu está em tensão com o Sol do Mapa do Brasil. Está também tenso com Sol e Lua, em grau exato e idem com Vênus.

Está fácil tropeçar em alguma granada armada. Evite acúmulos, tente abaixar as armas!

Existe aí um potencial bélico enorme que favorece risco de acidentes, assim sendo evite situações que possam deflagrar conflitos que poderiam ser inacreditavelmente resolvidos de outra forma. Refine a sua comunicação, tente!

O pano de fundo é agressividade, figuras investidas de poder disputando como se não houvesse nada a perder. E há muita coisa a perder.

Está tudo inflamado, mas sabiamente deveríamos adotar posturas anti explosivas. Não estou falando que não dá vontade de colocar fogo no mundo que estamos vivendo. Mas criar cumplicidade com esta linguagem da agressão, de tudo armado para dar errado, evidentemente não é o melhor.

 É preciso encontrar novas alternativas para velhas questões. O “tomou levou” sabemos de trás para frente. E não conseguimos nos desenvolver a partir daí.
O Eclipse passará visível pela Europa, Ásia, Austrália, África e sudeste da América Latina.

Não esquecendo que o pega fogo do Eclipse, é até o próximo em 05 de julho. Mas o prazo de validade dele agindo é de 06 meses após a data inicial, 05 de junho.

Atenção com decisões e atitudes implosivas/explosivas.

O mundo ferve, por dentro e por fora.

#EclipseLunar #LuaCheiaSagitário #MônicaBergamoAstrologia #MônicaBergamo


OLHA PRÔ CÉU QUARTA, 03 JUNHO CONJUNÇÃO SOL VÊNUS e outras tretas celestes. PARTE I







OLHA PRÔ CÉU
QUARTA, 03 JUNHO
CONJUNÇÃO SOL VÊNUS e outras tretas celestes.
PARTE I

O Sol, representa a nossa essência, o nosso Eu mais profundo enquanto Vênus é a Deusa do Amor, lida com relacionamentos, desejos, valores, finanças.
Como vimos em postagens anteriores, Vênus está retrógrada e assim permanecerá até 25 de junho facilitando reavaliações.
Sol e Vênus, se encontram formando uma conjunção. Isso significa que estão colados, sentados no mesmo banquinho e abraçados. Dali, no mais legítimo espírito geminiano que os une, podem sair conversas do tipo “vamos clarear aquilo que aconteceu?”
Isso não significa retornos, embora esta possibilidade nunca esteja descartada, não é VIDA? Mas sim uma verdadeira oportunidade de fazer a energia estagnada fluir novamente.
O Sol, farol do nosso céu, ilumina estes assuntos que pertencem a Vênus e com isso, você pode abrir o seu coração para você mesmo. Quanto ocultamos de nós mesmos, damos o famoso tiro no pé porque assuntos, quereres, dúvidas nos afligem tanto ao ponto de desviarmos de tudo isso e ir levando? Só que esse ir levando não é eterno e quando a energia do céu age no sentido de estimular pontos nevrálgicos é hora de sentar no banquinho.
Pode ser que queira dar uma afastada no banquinho, mas pense bem se isso não faz parte da proteção daqueles pontos intocáveis.
Quando falamos que Vênus é a Deusa do Amor, com frequencia esquecemos que também fazemos parte deste amor. Que se não nos sentirmos aceitos e amados por nós mesmos, não vira. E este precisa ser o começo desta reflexão. Se estamos distanciados de nós mesmos como poderemos saber o que de fato queremos? Vamos no famoso automático, levando. Nem mesmo o incômodo, a dor que a descoberta do que desejamos pode nos causar é maior do que o próprio aprisionamento. Veja bem, não estou dizendo que esteja necessariamente com uma venda que não deixe passar um raio de luz. Mas é possível que não esteja com os olhos do coração abertos quanto poderiam.
Mas por que falar sempre de coração, consciência, afeto? Porque eles são o que impulsionam tudo o mais. Nossos vínculos, nossas escolhas, nosso empenho no ofício, a curiosidade com que nos movemos no mundo. Sem isso, nos arrastamos e o pior, nos acostumamos com isso achando que é assim mesmo. E aí vamos nos largando, perdemos o sorriso espontâneo aos poucos e achamos que é apenas cansaço passageiro, o humor sai de cena e qualquer esbarrão vira guerra.
Preste atenção em você. O que é que está ao seu alcance fazer? E o que é que precisa de maior planejamento? Você pode fazer coisas agora que o façam caminhar em sua direção. E este encontro vai permitir o encontro com o outro.
Como a energia tanto do Sol quanto de Vênus é geminiana, ganhamos certa leveza, boa hora para trocar, falar, se expressar. Não interessa se a palavra é a mais correta. O que importa é a intenção e a decisão de abrir, feito uma inspiração profunda que oxigena muito. Sabe esta situação em que se sente? Pois é, você não está sozinho.
Considere renovar suas crenças a respeito de si mesmo e a respeito de tudo o que te interessa. Não se trata de fazer fogueira, se trata de olhar para os altares da sua alma mais uma vez. Há quanto tempo não faz isso? Experimente outros pontos de vista em relação aos assuntos de Vênus. Não faça disso uma condenação porque não é. Nem você é obrigado a nada, óbvio, é apenas um convite de autocuidado com o que de fato importa para você. Aquela parte sua que precisa de mais liberdade para pensar, sentir, propor. Fazem parte de da sua essência solar mas podem estar longe da sua consciência pois estão abafados, sombreados, esquecidos.
O desejo por novas experiências faz parte disso, mas você precisa se permitir e acreditar que esta não é uma energia destruidora do Lar Doce Lar, da sua relação com seus valores etc. O convite é para abrir suas janelas e deixar o Sol - consciência – entrar por elas.
Com nossos medos, alimentamos nossos dragões.
Escreva, grave, fale, com você, com o outro. Gêmeos é isso, é esta oportunidade de se expressar e alcançar a comunicação.
O que é que tem atraído para a sua vida? Do que é que se nutre?
Este mergulho no modo Vênus de ser é curativo, amarre barbante no dedo para não esquecer, cole bilhete na geladeira, escreva no espelho. Digo isso porque pode ser necessário relembrar do motivo disso tudo para seguir em frente.
A energia de Gêmeos pode querer tudo ao mesmo tempo, achando que dá conta e sem levar em consideração que aqui falamos de competências que exigem profundidade. Sugiro que foque nos assuntos prioritários, separe o que é de valor para a sua alma e invista aí.
Crie intimidade com estes assuntos, aprenda a dizer sim e a dizer não. Separar o que importa do que é bobagem. O tal do joio e do trigo.
Isso tudo você vai devolver ao coletivo, a partir desse encontro amoroso com você. Porque a sua maneira de estar passará por transformações, por ajustes. Até o final da retrogradação de Vênus (25 de junho) a história está muito favorável por aí. Esta conjunção que acontece hoje, é um novo ponto de partida que ocorre a cada dez meses.
Imagem
Klimt

OLHA PRÔ CÉU 03 junho Conj. Sol Vênus e outras tretas Calestes








PARTE II
Sol e Vênus, os do banquinho da parte I do post, embora estejam concentrados em seus assuntos preferidos, estão em comunicação com o restante da abóboda celeste.
E uma fumaça densa, avermelhada, com cara de impulsividade se forma carregada de impulsividade. É fácil entrar em combustão, como se não se pensasse e tudo virasse instinto, energia primitiva, refletindo no coletivo.

Aqui para o nosso lado, sabe=se lá o que mais precisa ser feito para que as pessoas se conscientizem e essa consciência se transforme em ações de preservação. O aumento de casos de contaminação e mortes pelo Covid19 é assustador e não parece existir de fato uma atitude mega correta e cuidadosa por parte de quem pode ficar em casa e não fica. Aposto que o comércio ficará lotado feito a 2 de março ou o Saara em véspera de Natal. Nem todos podem ficar em casa mas dos que podem nem todos ficam seriamente e isto impacta muita coisa.
Me pergunto qual parte da tragédia não é compreensível? Sinceramente não acho mais que seja negação e sim onipotência. Aquele papo flácido de que as coisas ruins não acontecem com a gente. Tá. Mas mesmo que queira fazer o que bem entender da sua vida, em que parte do caminho perdeu a sua decência, o seu compromisso de não pisar com o salto na vida do outro e esmagar? Não dá para acreditar no show de horrores.
Marte faz aspecto tenso com o Sol, energia bélica, reativa. Aspecta Vênus também e isso pode fazer os do banquinho terem acessos explosivos com respeito a finanças e relacionar. Existe a disposição para o entendimento ao mesmo tempo em que existe o fósforo pronto para acender perto da gasolina.
Isso pode fazer com que os cuidados diminuam e corra riscos completamente sem sentido.
Paciência? Vai faltar.
Irritabilidade? Vai sobrar.
Fora isso, estamos na semana do Eclipse de sexta, dia 05, o primeiro de junho e Eclipse sempre vai dando o ar da graça dias antes, preparando seu terreno.

O ataque não é a melhor defesa, CONVERSE. Faça o que for possível neste sentido, faça a sua parte.
Mas às vezes o lado de lá do banquinho nem sabe o que é simplesmente se dispor a ouvir e trocar. A rebeldia das defesas da vida. Numa dessas acontece muita coisa boa e muita coisa que gostaríamos de dispensar. Mas é preciso se envolver nisso, na tentativa.
Baixe a guarda nos assuntos de Vênus.
Crie possibilidades diante de obstáculos, sempre existe algo que pode ser feito.
Imagem
Kathe Fraga

OLHA PRÔ CÉU JUNHO 2020



Vivemos tempos complexos e que exigem atenção contínua. A confusão parece estar sentindo-se em casa e qualquer estabilidade faz parte de um cardápio que parece extinto do nosso mundo interno e consequentemente externo. Ou vice versa. O fato é que somos naturalmente afetados por tudo o que acontece para o bem ou para o mal. E esse histórico 2020 ainda tem chão pela frente, para deixar o mais claro possível, a que veio. E não faltam deuses mestres para verificar nosso trabalho.

Tudo que vai sendo desenhado não passa em brancas nuvens, é como se o tempo todo, acontecessem coisas pontuais e importantíssimas. Aliás, não é “como se”, acontecem mesmo. E Junho não sai ileso.

O mundo emocional segue com toda a reavaliação proposta pelos assuntos de Vênus que são os relacionamentos e os nossos valores. Não apenas pela retrogradação, mas pela importante conjunção com o Sol que acontecerá no dia 03 acentuando ainda mais esse processo.

No dia 05, Lua Cheia e Eclipse Lunar questionando nossas “verdades”, referências, crenças.

Dia 18 Mercúrio começa o seu movimento de retrogradação em Câncer e será a vez dos assuntos familiares serem olhados de perto e se preciso for, ainda com o auxílio de uma lente de aumento no que se refere a nossa casa, nosso porto supostamente seguro ou assim esperamos,  comportamentos herdados e repetidos automaticamente, nossas raízes e por aí vai.

Dia 21, com o ingresso do Sol em Câncer este tema fica ainda mais acentuado, até porque teremos também o segundo eclipse do mês. Só que desta vez solar.
E aí estão também, os demais planetas que já haviam iniciado suas retrogradações. Vênus, Júpiter, Saturno, Plutão.

O fato é que Junho será marcante, inaugurando uma quase sequência de três eclipses (o terceiro em julho) que energeticamente acentuam o que ainda mal começamos a enfrentar. Covid-19, conflitos sociais, políticos, econômicos.

O universo não é anárquico. As coisas acontecem por necessidade evolutiva e existe uma inteligência maior por trás de tudo. Para mim, é o que me dá um norte e faz sentido.

 Não existe um Deus malvado sentado numa cadeira com chicote na mão julgando, apontando, sentenciando. Mas nossa inconsciência encontra becos para escapar de confrontos, esquecendo-se de que temos muito a ver com tudo isso. Pelas nossas escolhas, por sequer tentarmos compreender a raiva que move o humano e domina nossas atitudes. 

Afinal, trata-se de um cardápio indigesto, não é mesmo? 

Por nossas relações estagnadas, por buscarmos muito mais do que necessitamos materialmente e negligenciarmos o que de fato importa, por competirmos ao invés de cooperarmos, por não compreendermos a necessidade das nossas crianças, do nosso corpo, da nossa alma. Vamos levando. Até que em algum momento o caldo entorna. Ouso até dizer que o universo é bastante tolerante, assim como a natureza. Abusamos até enjoar. Não observamos nossos ressentimentos e com isso não nos damos conta de como somos conduzidos por esta energia densa e tóxica.

Mas as saídas precisam ser outras.

Com este tanto de Eclipses, que pedem por introspecção, afinal sofremos um apagão quando ele acontece e isso tem seu correspondente simbólico, somos impulsionados ao mergulho na direção dos nossos porões pessoais e ao papel que ocupamos no coletivo. Palavra-chave de 2020.

Eclipses costumam ferver emoções e situações. Há quem passe de forma mais leve por eles, outros que sentem com intensidade sua presença.

Faço parte da segunda turma, com uma precisão que gostaria de passar para a frente, confesso.  E vocês, já repararam como reagem a eles ou se conseguem localizar fatos marcantes nos dias que o antecedem e sucedem?

Mas é importante não esquecer: algo mergulha nas sombras para que outra coisa chegue através da luz da consciência.   

Temos milhares de ferramentas ao nosso dispor, porém reparem, as eficientes, são as que nos levam ao autoconhecimento. Apenas quando somos conscientes de nós mesmos, quando nos permitimos a liberdade de ser e aceitarmos as consequências de cada passo eleito é que poderemos fazer parte das transformações em que acreditamos.

Enquanto estivermos engolindo nuvens e véus, não estaremos prontos e as experiências se repetem para ganharmos estrutura que nos permita desbravar e afetar um novo estar no mundo.

Do lado de cá do rio, a ignorância dividiu o mundo em cores que não se suportam, banhou a crença de cada um com extrema intolerância, ficou cega para o fato de que todos têm direito a uma existência digna.

Ouse a travessia, do jeito que está não iremos a lugar algum, até destruirmos tudo. E obviamente, não é para isso que existimos.

#Junho2020 #MônicaBergamo #Astrologia #MônicaBergamoAstrologia







Mais sobre Vênus Retrô


Mais sobre Vênus Retrô, que só retomará seu movimento direto em 24 junho.

"A RIDICULA IDÉIA DE NUNCA MAIS TE VER".

Sou daquelas que pode comprar um livro só pelo título, sem nem saber nada sobre ele ou sobre o autor.

Esse acima me arrebatou, me levou com ele antes mesmo de ver o nome de Rosa Montero, de quem já li outro trabalho ( La Loca De La Casa) e que pesquisando depois, descobri que também é da tribo da cabra com rabo de peixe.

Esse título, me reconta para mim mesma, numa só frase sobre vários bordados da minha história.

Dizem por aí que os amores e as perdas mais importantes são sempre os últimos. Não sei.

Acho que tem a ver com a dor na alma e na carne, com suor frio, com constrangimento e água salgada, com memórias, saudade marcando ponto, que ainda sentimos nos apertar com indesejável frescor.

Vênus, Deusa dos Amores, baila pelo céu incansável, nos convidando a revisitarmos a própria história, ganharmos lucidez a respeito dos nossos sentimentos, dos modelos de comportamento, que vamos repetimos no automático.

Estas experiências podem nos oferecer clareza, que por sua vez geram consciência, que pode trazer flexibilidade, visão ampliada e consequentemente melhores escolhas. Deuses benzam.

Esse histórico 2020, traz com ele, para além do inacreditável que aí está, oportunidades. Diante do presente indizível existe um profundo chamado de transformação.

O que você quer de fato? Tem atualizado esta pergunta?
Os seus valores estão presentes no exercício do seu viver? Admite a hipótese que apesar do desconforto, vale a pena e muito, reavaliar e reconstruir seu projeto de vida? Alinhar com quem você é agora?

Somos mestres em fazer gambiarras e acabarmos nos tornando expectadores das nossas vidas por causa do receio de termos que nos posicionar, de bancarmos o tal projeto. Mudanças são compreendidas como ameaças enquanto a estagnação vai ganhando área.

Avalie. O que chama de zona de conforto pode ser uma âncora submersa no lodo que te impede de caminhar em direção a você mesmo.

A ridícula idéia de nunca mais te ver é de fato insuportavelmente ridícula. O que pode ser mais precioso do que a conexão perfeita que acontece entre dois? Qual desentendimento pode ser maior do que este mistério que existe sem precisar de mais nada para ser completo?

Para mim isto é da ordem do sagrado, mesmo sem nunca mais ter visto e sido vista.

Guardo o sagrado em mim mas não torno os ausentes meus mestres. Não quero ser esta pessoa. Sou de verdade, cometo equivocos, me desculpo verdadeiramente, falo do meu sentir. Isso é insuficiente, elétrica constatação. Ou melhor, tem sido assim com corações valiosos para mim. Corações que mal entraram na vida adulta, corações velhos de guerra. Cresço com isso mas dispensaria fácilmente este crescimento.

Rever o caminho da Vênus em mim, atormenta mas também me pacifica.

Sim, é preciso resignificar, mas também, é preciso o grito visceral que sai enlouquecido da garganta: - "PEGA FOGO CABARÉ!!!


"Do rio que tudo arrasta se diz que é violento.
Mas ninguém diz violentas as margens que o comprimem."

Bertold Brecht

Imagem:
Sayaka Maruyama

OLHA PRÔ CÉU MERCÚRIO EM CÂNCER ATÉ 05 AGOSTO







A maneira de pensar, a forma como decide e a comunicação em geral, serão orientados pelos tons aquáticos de Câncer. 

E Câncer se ocupa do que? O que chama sua atenção? Tudo o que diz respeito à emoção. Inconscientemente, através de suas memórias e experiências, vai atraindo este material como um imã, pois estes temas fazem mais sentido para este Mercúrio que para outros.

Cada pensamento, para Mercúrio em Câncer, vem acompanhado de muita carga emocional. Aprende, absorvendo aquilo que não necessariamente foi dito através das palavras. Aprende e apreende pela via emocional e pode o tempo todo ser tomado por conteúdos que nem são seus.

Simplesmente absorve. Como um aspirador de pó psíquico, faz varredura no ambiente e seu filtro pode ficar encharcado. E em mau funcionamento, pode perder a capacidade de discriminar com um mínimo de lógica. As asas de Hermes ficam assim, encharcadas e pesadas.

Razão e emoção em busca de uma melhor afinação. Como integrar ambas é o desafio. Frequentemente, Mercúrio em Câncer se transforma num bode expiatório por sua própria conta, achando que cada mensagem, direta ou subliminar, é dirigida a ele. E no que é que pensa um Mercúrio em Câncer? Na sua família, no seu ninho e derivações destes temas.

Sabe como ninguém cativar as pessoas, pois conversam através dos sentimentos, captam o que o outro sente/pensa e retorna sua comunicação a partir desta experiência. E sabe aconchegar e convencer como ninguém, pois intui o que o outro necessita. Seu diálogo é emocional.

Enquanto Mercúrio, o Deus alado voa por Câncer, aproveite para entrar em sintonia com a sua energia sensível, que cuida e compreende. Revisite seu passado, invista em conversas que importam de fato, abra seu coração.

Pode começar a se benzer, pois não é raro que pessoas do passado surjam para dar aquela geral em alguma situação mal acabada.




Olha Prô Céu 27 maio LUA EM LEÃO








A LUA ESTÁ EM LEÃO
CARTA AOS LEONINOS LUNARES e à quem quiser compreender esta energia!

"Vou fazer todos os elogios que souber a você, demonstrarei minha aprovação em cada gesto, darei a maior força quando suas escolhas inevitavelmente sejam aquelas que jamais te deixarão passar despercebido.
Não insinuarei que tanta necessidade de aplausos e de estar no centro de tudo possa ser por conta de um ego e uma autoimagem frágil. Que lá no fundo, possa estar mais para um gatinho assustado do que para um leão cheio de coragem.
Prometo pelos deuses que nem vou fazer caso da sua sedução ininterrupta.
Pare de se esforçar tanto! Sua criatividade é inegável, sua nobreza então nem se fala!
Conheço aquele seu outro lado, que se ressente e se incomoda até enjoar, quando acha que foi posto de lado, que não recebeu a pompa e circunstância merecida!
Quando encarna o general, penso que é uma criança brincando seu jogo preferido e deixo para lá... E também entendo por esta via a arrogância, os exageros, a sua incapacidade de suportar pressões, seu orgulho desmedido. Já não te falei que o que importa é a dignidade e não a vaidade?
Você está lembrado de quando te liguei perguntando se poderíamos nos encontrar? Que estou precisando muito de um coração generoso que possa me escutar? Então, aqui estou eu, continuo com minhas agonias e você parece nem se lembrar disso! Poderia descer deste palco e olhar um pouco para mim?
Fico me perguntando o que é que eu esperava, já que sei que é assim e que provavelmente nosso encontro seria desse jeito mesmo. Não é que eu não aprenda com a experiência, mas quem melhor do que você para entender os dramas da vida? Quem melhor do que você para me fazer rir de mim mesma?
Preciso que assuma o comando, que me diga o que fazer! Preciso desse seu jeito convencido, de quem parece ter as soluções para todas as questões. Preciso da sua paixão, que acredita que um coração pulsando loucamente vale qualquer sofrimento!
Por isso, vou esperar você descer do palco, olhar para mim e expressar toda a sua fogosa criatividade, diante da minha banalidade."

Olha Prô Céu 26 maio.



Aquela frase: "Sonhar não custa nada", poderia bem se encaixar no dia de hoje.

Imaginação turbinada e muita sensibilidade, são a deixa para planejar o vôo que possa te levar para além da realidade, que tem seu infinito valor mas que também tem sim, seu big lado corta tesão.

Sou viciada em buscar o sonho a partir da realidade, capri da gema que sou. Mas tem horas que até a cabra sereia quer flanar de tanta encruzilhada e chatura, soltar da subida ingrime e deixar rolar.

Quando a coisa toda te aperta, deixando até marca, mergulhar na VIDA através da poesia, da música, de uma imagem, de um texto, é bálsamo. Sempre é mas na emergência é mais ainda.

A arte tem o poder de nos organizar, a arte nos explica a nós mesmos. Ganhamos contorno e sentido renovado.
Palavras podem nos acolher e nutrir.

Mesmo que antes do céu escurecer, estejamos tranquilos com nossas emoções, durante a noite a tensão consegue furar a fila trazendo inseguranças à tona e ao mesmo tempo, ou talvez por isso mesmo, necessidade de marcar território.
Repense se não deu uma cartada muito alta, para além dos recursos do momento.

Talvez precise reduzir temporariamente suas expectativas! E temporariamente não é para sempre, não se desvie deste fato. Até pq, para sempre não existe.

OLHA PRÔ CÉU 25 Maio




Temos dois movimentos importantes neste início de semana.
Um, nos enche da energia do fazer, nos estimula ao movimento, no sentido de começarmos a colocar em prática o que for possível.
E outro, nos pede ponderação e calma avaliação antes de agirmos.
Primeiro respire, reflita e depois faça.
A singularidade com que vai fazer suas coisas é muito bem vinda, criatividade sempre!
Tudo isso junto e misturado pode sacudir emoções e gerar respostas com as quais não contávamos.
Mas o que importa é que este fator curto circuito/imprevisibilidade é muito propício para cortar o padrão repetitivo ligado ao passado. Que ele te sirva de experiência, de memória mas o percurso precisa ser outro.
Prazo de validade vencidíssimo para o que carrega a energia circular da repetição.
Com o céu tão geminiano, a comunição, potencialmente vai bem obrigada!
Use da objetividade e aproveite para atualizar os assuntos pendentes, pois existe estabilidade para isso, se fizer a sua parte.
A nova ordem, não esqueça, precisa servir ao individual e ao coletivo.
Por mais que eventualmente esta seja uma novidade que te inquiete, encontre aí um ponto em que isto se torne menos desconfortável, pq esta condição é um fato.
E assim, a mentalidade do novo vai sendo introjetada, assimilando outras experiências, lidando com dificuldades e absorvendo o que tem se mostrado possivel.

#MônicaBergamo #Astrologia
#MarteUrano #LuaUranoMarte
#SolSaturno #LuaQuiron

Olha Prô Céu Quarta, 20 maio.


Em tempos de tensão e tantos desafios, talvez seja demais tentarmos cavar o poço da serenidade dentro nós e mantermos a calma quando tudo treme acima e abaixo de nós.
Mas, se conseguimos nos aproximar deste ponto, que sonho! Afinal, dia sim + dia sim também, é uma história nova, longe de ser singela, com a qual precisamos lidar.
Para hoje, temos o Sol iniciando sua travessia por Gêmeos (10h50m) e a Lua que chega em Touro. Fora todo o resto que já está aí.
Assuntos ligados a comunicação, troca de idéias, comércio, um novo conhecimento e por aí vai, estão na ordem do dia. Mas apesar da tradição geminiana, a leveza pode até dar as caras, mas nem pensa em ficar.
A energia celeste traz incômodos, pontos de interrogação sem fim, ❤ apertado, parece que temos bolas de ferro nos tornozelos e mesmo que não, o sentimento "do que fazer" está presente.
Falar de ❤ aflito, apertado, virou lugar comum e é compreensível, claro! Basta olhar para o mundo e buscar seu reflexo em nós. E vice-versa.
Porém, temos muito caminho pela frente ainda e precisamos de competência.
Precisamos também nos sentirmos competentes para tomar decisões, iniciativas! Mas, para além da competência, precisamos ser responsáveis. Não no sentido de mantermos o status quo mas de nos tornarmos permeáveis e flexíveis diante do que precisa virar outra coisa. Com emoção de verdade e empatia.
Estamos vulneráveis, negar para que? Só se for para comer tempo! E quem está podendo ou querendo?
Instabilidade é fato, e sentirmos nossas expectativas escaparem feito ar de balão cutucado por algo pontudo, requer nem sei o que!
Chegaremos onde nossa capacidade de transformação nos levar, na sua medida.
O empenho e o entendimento de que fomos derrotados por nós mesmos, fruto do nosso desconhecimento, acomodação, "quero mais", ilusões aprisionantes, fantasias de poder, egoísmo, olhar empobrecido com o entorno e dedicação praticamente exclusiva em relação ao próprio olhar, serão boa companhia neste percurso.

#SolHarmoniaSaturno
#LuaTensãoSaturno
#LuaTensãoUrano
#MônicaBergamo #Astrologia #SolGêmeos #LuaTouro #Coração

SEGUNDA, 18 MAIO.



Nessa altura da vida, acredito que a maioria de nós, já sabe que nosso compromisso ao gerarmos uma ação, só pode ser com darmos o nosso melhor.

Que esperar pelo momento "ideal" é nos aliarmos com a fantasia aprisionante da perfeição, que adia tudo.

Que a determinada altura, precisamos simplesmente, abandonar o rascunho e fazer.

Com tantas coisas a serem revistas e com a ação dos planetas retrógrados da vez, temos espaço para redefinir mais uma vez, o que de fato colabora com a grande necessidade de mudarmos valores e condutas, já sem sentido e sem tônus.

Convencidos de que a perfeição, ficou no mundo dos véus cor de rosa da ilusão, precisamos caminhar.

É respirar coragem, se conectar com a memória que te relembrará do seu propósito. E sentir que pode ir, apesar do possível entendimento de que "poderia me sentir mais preparado". Sempre podemos, é verdade. Mas isto é uma armadilha na qual não devemos nos vincular.

Existe uma força, na forma de vibrante chama dentro de cada um de nós, que pode nos impulsionar caminho adiante.

É uma força apaixonada, que nos faz seguir em frente com entusiasmo, enfrentando dificuldades, contornando obstáculos! Que nos tira da passividade e desperta a confiança do fazer.

Não importa se em seu universo objetivo ou subjetivo. Importa sim é compreender que a sua atitude faz diferença não apenas na sua vida mas também afeta os demais. E que deve existir uma grande e ativa responsabilidade nas suas escolhas.

Viemos ao mundo para manifestar nossos talentos e originalidade. Faça o que for possível, faça o seu melhor.

Ali adiante, e mais um pouco depois novamente, vc ajusta as velas para seguir essa grande viagem.

Firme compromisso consigo mesmo e siga! Esse, é um dos misteriosos sentidos, que nos dão tesão de viver e de reinventarmos nosso estar no mundo.

#LuaHarmoniaMercúrio
#MarteTensãoUrano
#SolHarmoniaJúpiter
#LuaÁries #MônicaBergamo #Astrologia

OLHA PRÔ CÉU Júpiter Retrô, até 12 Setembro


Júpiter é o ultimo planeta da turma dos que ficaram retrógrados por agora.

Os assuntos que pertencem a este gigante requerem perspicaz atenção.

Questões que envolvam Leis, viagens compriiidas e para longe, assuntos ligados a outras culturas, exportação, ensino superior, religiões e espiritualidade estão no foco de Zeus.

Tanto as coisas podem retroceder no quesito assuntos judiciais, qto. ganharem um impulso, no sentido da justiça ser escancaradamente valorizada e posta em prática.

Não faça investimentos, não espere que projetos saiam do papel antes de setembro. Trabalhe neles mas não coloque na roda.

Jupiter no movimento retrógrado segura o freio de mão. Pode pensar, planejar, mas não vá para a ação.
Júpiter também rege as grandes corporações e sua andança pode interferir em aplicações, taxa de juros, desemprego aumentando ainda mais, negócios se encerrando.

O que planejou pode sim ser inviabilizado, provocando frustrações se a expectativa era alta. E nada temos a fazer.


Menos é mais, em relação aos hábitos de consumo.
Esteja consciente de que entramos em um tempo de reajustes e será preciso muito aprendizado antes de voltarmos a crescer. E que por certo, terá um outro sentido.

Simplifique ao máximo, o exagero não caberá em lugar algum, assim como a falta de limites.

Revisite sua filosofia de vida, redimencione seus planos.

Jupiter tem uma poderosa lente de aumento e muita coisa será exposta até setembro.

Firme seu pensamento, dê direção às suas emoções, conecte-se com sua fé.

E agradeça as bençãos que recebemos todos os dias mesmo que não tenham uma forma clara. O aprendizado, não é linear!

Somos privilegiados!

Se vc está lendo o que escrevo, tem acesso à tecnologia. Provavelmente está abrigado, nutrido, protegido. Ou tem esta opção.

Agradecer, assim como amar, é oração que vibra e gera energia para a tão necessária e urgente transformação.

"Amém nóis tudo"

#JupiterRetrogrado #Leis #Espiritualidade #Zeus #MônicaBergamo #Astrologia








VÊNUS RETRÓGRADA ATÉ 25 JUNHO




OLHA PRÔ CÉU
VÊNUS RETRÔ ATÉ 25 JUNHO 
OU 
“PARA APRENDER A BRINCAR DESÇA PARA O PLAY”.

Iniciamos hoje o tempo de dar aquele voo rasante nos nossos relacionamentos amorosos, $finanças$, valores, relações comerciais e relações com o meio ambiente próximo, pois Vênus está em Gêmeos, que imprime sua energia aí.
Nesse momento, cabe a nós tentarmos observar tudo bem de perto e se preciso for, dar conta do que ainda há por fazer.
O movimento retrógrado nos permite olhar novamente para nossas decisões, nos permite reavaliar tudo o que possa ter ficado mal resolvido ou não tão bem resolvido quanto você acha que poderia.
O mundo é vasto em alternativas, possibilidades, acordos. Cabe muita coisa no viver. Mas para isso é preciso amor, tesão pela VIDA que se quer viver, por se envolver, pele, confiança, intimidade emocional e antes de tudo, boa comunicação.
Um relacionamento em que existe este fluxo é VIDA! Agora, ficar enganchando em qualquer vírgula, pela própria dinâmica da relação é um desgaste insano. E é preciso muita paciência, investimento, valorizar muito a vivência daquilo tudo, para encontrar um caminho de entendimento com toda sincronicidade e diferenças, a que temos direito.
É claro que os itens” prioridade máxima” são individuais. Afinal, é legítimo que cada um deva investir neste conhecimento, que é saber do que precisa, construir a partir desta necessidade e viver em LIBERDADE com sua história. Ah, este pedaço é muita coisa! Movimentar-se pelos recantos em que passou, viveu, permaneceu, se despediu.
Muitas vezes a despedida é solitária, pena. Sou daquelas que batalha por festas de despedida desse tipo. Nunca tive companhia para isso, mas sigo achando justo e bonito de se viver.
O aspecto tenso entre Vênus e Netuno é mestre em injetar o fator Maya na jugular. Maya, para quem não sabe, é a deusa da ilusão e este aspecto é certeiro para gerar uma enorme confusão no nosso .
Assim, por um lado temos esta possibilidade maravilhosa de rever muita coisa. Por outro, vamos falar a verdade, humanos e falíveis que somos, isso só não basta e nesse momento podemos ter aquele impulso transloucado de fazer contato.
Nem sempre o que precisamos resolver é com o outro, mas com nós mesmos. Mas vá convencer o afeto, o desejo, a sua Criança Interior, os seus conteúdos sombrios que esta é uma possibilidade? Eu, sempre achei que vale a pena esgotá-las, não deixar restos. Porque o risco de fazer meia volta é grande quando a sensação de ter deixado algo inacabado está presente.
Mas aí temos variáveis. Não depende só da gente, é preciso disponibilidade e interesse do outro lado. E é preciso consciência de que não é exatamente o desejo que nos faz crescer e desenvolver. É também, porém não é só isso. Mas até aí, do chão não passa.
Porém, considere que pode passar um bom tempo lambendo novamente as feridas estatelado no chão. Pronto para esta possibilidade? Tem disposição física, emocional e mental para isso? Sim, somatizamos, desaguamos no corpo físico e como! Posso dar um depoimento detalhado sobre a tensão muscular quando você é invadido pela tristeza, pela impotência, represando.
No fundo, acho que sabemos quando algo findou, mesmo quando insistimos em dar a espiada derradeira. Mas outras vezes, é preciso clarear coisas, quem sabe transformar, quem sabe retomar, quem sabe findar de uma maneira mais pacífica e digna.
O que quero dizer, é que nesse momento de Vênus Retrô, é preciso dar-se cinco minutos. Uma respirada profunda, um puxar pela memória. Ter aquele tempinho de calma para perceber se é o caso de investir na relação, no seu entendimento sobre ela ou os dois.
Tenho hoje 13 de maio, dia em que a Vênus ficou retrógada, a clareza do que não quero. Em outros momentos, estava enredada nas minhas feridas, na minha esperança, no meu entendimento de liberdade, no meu olhar e no meu desejo.
Não quero falta de cuidado, não quero abandono, não quero silêncio que grita pelo universo por mais que se peça um contato, não quero economia na entrega. Até porque a liberdade existe e podemos construir o que for a partir de acordos. Mas permitir que a alma fique ao relento? Não. Só se for por opção, consciente do que está fazendo, e não porque tornou-se invisível.
E por finalmente ter adquirido memória na alma e na carne, me ofereço os tais cinco minutos.