OLHA PRÔ CÉU 18 JANEIRO


Entre 00h46 e 04h08 a Lua vai ficar fora de curso, e então,  começa a atravessar Áries.   

Áries é energia, coragem, iniciativa, ousadia mas também pavio curtíssimo e para explodir precisa pouco. 

Assim, aproveite para dar um impulso vigoroso naquilo que anda morno e que vc sabe que precisa resolver e respire antes de enxergar vermelho.

Mas, o que eu queria mesmo, é falar de quarta-feira, dia 20.

Trata-se de um dia muito dificil energéticamente, qdo. acontecerá o aspecto exato da conjunção Marte e Urano.  

Se puder organizar o seu dia de maneira a evitar situações que normalmente não teriam toda esta importância, mas que devido a esta energia "tiro porrada e bomba", ganham outro contorno, acredite que estará tomando a medida correta.

Dirija com redobrado cuidado, evite estradas, não mexa com eletricidade a menos que esteja muito habituado, dê folga para a panela de pressão, não esqueça daquela vela acesa perto da janela com cortinas, não discuta, não enganche em provocações, dê um pause nos contatos com potencial destemperado.  

Engula sapos se for o caso, "faça o que não entendeu nada", deixe para daqui alguns dias. 

Não haverá diálogo possível e a insistência ou sentimentos turbulentos podem descer ladeira abaixo atropelando tudo, inclusive vc. 

Em termos coletivos, a bandeira não estará branca. O desejo é de tempos bem diferentes dos que estamos vivendo, e possíveis manifestações e turbulências são no sentido de grandes e necessárias mudanças, mas o momento agora exige extremo cuidado. 

Não se exponha desnecessariamente, não vai chegar aonde deseja,  e fora isso está se arriscando. 

Vale também para investimentos $$$, compra e venda.

Menos, bem menos, por favor.

As próximas três semanas serão as mais tensas do ano. 

Use a sabedoria, ajuste as velas conforme o vento, ancore em local protegido e só depois siga viagem. 

#MarteUrano #MônicaBergamoAstrologia
#Astrologia 








OLHA PRÔ CÉU - QUINTA, 14 JAN.

 


O solo emocional não estará lá muito bem assentado. Diria que é um dia sujeito a turbulências nesse sentido.
Considere que nestes momentos as coisas custam a se manter firmes, fortes e estáveis. Pelo contrário. O movimento é de curvas bruscas e sobe desce vales. Com isso, será preciso o que mesmo? Flexibilidade, molejo, gingado.
Por falar nisso, Urano, o que acolhe diferenças e odeia mesmice retomará seu movimento direto.
Nos ultimos cinco meses esteve no modo revisão. Agora, retoma o foco na mudança de paradigmas, questionando com intensidade, valores em geral.
Isso tudo é a ante sala do novo modo de ser e estar da humanidade, com importante expansão da consciência.
Estes momentos sempre vêm acompanhados por disputas de poder, tensões e emoções intensas.
Entre às 06h29m do dia 14 até 19h18m do dia 15 evite se comprometer com assinaturas, decisões importantes e atividades que exijam movimentação, correria.
O que for feito neste momento tem uma característica de forte imprevisibilidade e as coisas dificilmente sairão como espera.
Sossegue, há o tempo do fazer e o do refletir e ambos tem seu valor.

OLHA PRÔ CÉU SEGUNDA, 11 Jan.

 



Logo pela manhã, às 10h30m HB, o dia captura a energia séria e responsável da Lua que entra em Capricórnio.

A Lua passeando pela cabra sereia, tem o peito sempre meio apertado, como quem sabe que a vida pode tornar-se bastante dura sem aviso prévio. Melancólica, seus ombros carregam o sentimento de quem leva o mundo nas costas.
A grande dama prateada, que quer mais é acolher, sentir-se acolhida e que possam compreender suas necessidades, aqui encontra um cinza, faz frio na alma e nada parece aquecer os corações.

Mas, quando se coloca em movimento entra em contato com sua capacidade de ordenar o mundo concreto, colocar disciplina em tudo sem a menor cerimônia e isso de alguma maneira acaba organizando internamente. A Lua em Capri não veio para brincar livre, leve e solta. Veio para escalar montanhas emocionais e aceita tal esforço como um destino.

Encontra-se em harmonia com o deus da guerra e usa de sua seriedade e iniciativa para dar uma força aos assuntos que envolvam trabalho e finanças.
O dia também é oportuno para ampliar ideias, adquirir mais conhecimento sobre determinado assunto, encontrar aquela informação que fará a diferença no que estiver produzindo.

Fora isso, com a tecnologia se superando a cada dia, veja lá se não tem nada a ser esclarecido ou testado que necessite da sua habilidade nesse sentido, pois o aprendizado está facilitado!

Sabe aquele clic que te dá, para finalmente entender determinada coisa que seria um adianto na sua vida, mas que fica deixando para dali a dois dias? Pois é.

VACINA PARTICULAR EM TEMPOS DE SATURNO URANO

 

Onde moro, ficamos bem mais que dois dias sem luz, sinal, informações, sem amenizar saudades via tecnologia, sem desejar feliz Ano Novo em meio a um impressionante dilúvio. 

Aí, luz de volta, colocando o trabalho e a vida em dia, fui me inteirando dos acontecimentos.

E um em especial,  grita diante dos já cotidianos horrores: a possibilidade de compra das vacinas indianas contra o Covid -19,  pelas clínicas particulares brasileiras, saindo na frente.

Não estivéssemos em uma pandemia, com tudo o que isto representa, não seria surpresa a oferta particular a quem tem poder de compra enquanto o SUS oferece as imunizações de que dispõe, à população em geral, não desprotegendo ninguém.

Mas diante do que estamos vivendo, como permitir mais este privilégio? Houvesse vacina para todos, ok. Que cada um se vacine onde sua escolha puder bancar. Mas não apenas não há vacina para todos, como nossa humanidade está sendo tratada, como produto do sub solo escaldante andar de baixo.

Ética, direitos? Artigo de luxo.

Vacinas, se não são reconhecidas como BEM PUBLICO obviamente deveriam ser! E situações como esta não ganhariam área.

Como é possível imaginar que quem tenha poder aquisitivo seja vacinado antes da população de risco? 

Não é preciso lembrar, inclusive, que quem tem maior poder aquisitivo está mais protegido, não é mesmo? Desde o meio de transporte que usa, alimentação que sustente um sistema imunologico eficiente etc.

A vacina é direito de todos e é preciso priorizar quem está com a água batendo no nariz.

Não serei hipócrita dizendo que nunca fiz uso de vacinas particulares. O que estou dizendo é que isto não pode acontecer numa pandemia, num país com sua população no mais completo  abandono!

Aconteça o que acontecer, deuses são deuses e cada um protege o seu reino, defendendo posicionamentos. 

Saturno quer conservar e Urano quer inovar.

Esta é uma das duplas em importante tensão durante 2021, já esquentando os motores para entrarem em ação logo mais.

De que maneira? Conheceremos suas estratégias em breve, eles mostrarão.

E aí pergunto: "Como é que fica a questão da liberdade individual, quando esbarramos no coletivo desvalido, desnutrido de direitos, dependente de um país em pleno desgoverno?"

O que acontecerá, para que seja politicamente viável, a urgentíssima renovação estimulada por Jupiter e Saturno em Aquário?

Saturno/Urano, mostrem ao que vieram.

2021 é o ano em que a prioridade é coletiva.

PS- Não trouxe nenhuma novidade, mas  é necessário reavivar consciências.

#MônicaBergamoAstrologia  #SaturnoUrano #Covid-19 #vacina #privilégio






OLHA PRÔ CÉU TERÇA, 05 JANEIRO

 




A Lua em Libra, que às 02h42m HB entrou em Libra, sempre dá uma amenizada no clima do dia, pois seu grande foco é a busca do equilíbrio, harmonia, justiça.

É a Lua dos relacionamentos, de quem deseja o encontro com o outro, formar pares.

Pelo movimento lunar com Saturno e Júpiter, a famosa conjunção que entrou em Aquário há poucos dias, oferece certa estabilidade, que traz conforto à necessidade de manter o coração dentro do peito.

Obviamente, não é porque virou o ano que o universo zera as pendências! O tom de tudo mudou, graças, mas ainda temos muito o que fazer com o que o tsunami 2020 levantou.

É seguir com os trabalhos com ordem e eficiência, o mundo não virou de ponta cabeça para nada e é preciso fazer funcionar e amadurecer a luta. Se em 2020 visitamos o olho do furacão, agora sabemos onde estamos.

O que 2021 deseja, é foco e persistência para que se encontre a justa medida em relação ao coletivo e assuntos que pertençam ao social. Este é o alvo para onde devemos direcionar nossa energia.

“Voo rasante sobre 2021”

 


“Voo rasante sobre 2021”

Descem as cortinas e o cenário muda completamente de 2020 para 2021. Isso não significa águas calmas e fluentes, mas sim, que as coisas/crises/acontecimentos/foco/objetivos mudarão de lugar.

Saímos de um modo Capricórnio de ser, que veio se concentrando desde o fim de 2019 e estamos agora, entrando num modo Aquário de ser. De Saturno para Urano, respectivos regentes de cada signo. Do conservadorismo para a renovação.

Por si só, isso traz muitas reviravoltas, novidades e movimentos ousados perante o que estávamos vivendo com tanta intensidade. Até porque o propósito de Capricórnio e dos planetas que o acompanhavam era completamente outro.

Entramos em 2020 com a Lua Nova em Capri, Saturno e Plutão formaram aspecto exato na cabra sereia, Nodo Sul também em Capri e depois Marte se juntou à turma. Depois disso Marte começou sua longa estadia em Áries, exercitando tiro ao alvo nas cabras e planetas em que estavam. Cutucando, provocando.

A energia severa de Saturno/Capricórnio nos isolou, restringiu, deu limites pontuais, deixou claríssima a necessidade de mudanças estruturais, organizacionais. O sistema econômico ficou frágil, perdeu potência, sentimos medos desconhecidos, o mundo inteiro sinalizou e traduziu que não poderíamos seguir da mesma forma. Fecharam as portas das cavernas para que pudéssemos nos observar de perto, olho no olho em diversos setores da nossa vida. Mesmo os mais resistentes, em algum momento se defrontaram consigo mesmos. Bem ou mal nos aguentarmos diante da situação, olharmos para nossas relações e escolhas. O horizonte se manteve nublado tendendo para o cinza fumaça. Mesmo assim, tivemos que criar de dentro para fora de nós, lentes que permitissem entendimento e integração deste processo. Ou não. Tomados pela impaciência, pela necessidade de contato social, pela voz de comando do representante máximo da nação, mergulharam em irresponsabilidade e negacionismo.

Com Júpiter e Saturno em Aquário, desde o final de dezembro, uma nova janela de possibilidades se abre e está longe de ser qualquer coisa.

Júpiter, dependendo da energia e dos tons do signo que atravessa adquire determinadas características mas todas elas tem a missão de expandir o que toca. E durante um ano é isso que Júpiter fará em sua travessia por Aquário.

A tecnologia tende a crescer de uma forma que sequer imaginamos. Muito já aconteceu em 2020 nesse sentido! Nem em Aquário Júpiter estava e o mundo digital num piscar de olhos ganhou uma área incrível, passando a fazer parte do nosso cotidiano, de estratégias de sobrevivência, ensino, em muitas situações esta tecnologia tornou-se a única possibilidade de relacionamento. Em isolamento empresas passaram a ter este como o principal meio de comunicação e desenvolvimento do trabalho. Isso no susto, imaginem só com planejamento!

O abre alas de Aquário é a inclusão de tudo o que há. Assim, é bem possível que a ciranda do coletivo se abra e acolha diversidades, negando a concentração de tudo aquilo que centraliza. Os diversos setores da economia, por exemplo, crescerão se caminharem com estes conceitos.

Saturno, também aí, como é da sua natureza, tem dois pés fincados no que está estabelecido. Quer é estrutura e tende a preferir a tradição com muita força ao novo.  

Diante deste cenário aquariano, as relações de trabalho, a maneira de cada profissional estar dentro da empresa e dela participar, os requisitos exigidos, o que se espera de um currículo, tudo mudará.  Sai na frente quem fizer diferente, ousar, experimentar.

As “panelinhas”, logo mais estarão em modelo vintage de ser, enquanto a gestão a favor da diversidade atua. Não apenas diversidade, quanto clareza e ação quanto a inclusão social, responsabilidades, distribuição de recursos, valores e poder.

Quando Marte se assentar em Touro e se comunicar com Plutão, podemos esperar por algum tipo de regeneração. Penso que poderão ser os primeiros sinais dos efeitos da vacina nos lugares em que forem utilizadas.

Urano, também em Touro, segue assim até 2026. Isso mesmo, é leeeento embora vire tudo de pernas para o ar por onde passa.

E o que esperamos do regente de Aquário em Touro? Que a economia possa se restabelecer de maneira criativa, que não circule apenas através de uma minoria vergonhosamente privilegiada. Que com isso os negócios possam ser desenhados de maneira a atender esta consciência.

No Elemento Ar, o saber, a busca e distribuição da informação, o conhecimento adquirido e repassado tecnologicamente, tudo isso é cenário desta mudança que desde o final de 2019 vem exigindo uma nova maneira de ser, ter e estar, dentro de uma nova ordem.

Saturno em tensão com Urano, durante o ano, sugere que mesmo debaixo de picos gigantes de confrontos, cabeças com coroas de plástico vão rolar. Obviamente existe uma forte tendência à presença saturnina, conservadora, mas os ventos de renovação que Urano sempre traz estarão com força total e possivelmente surgirão novos líderes com uma mentalidade diametralmente oposta. Que bênção, meus deuses, que assim seja.

Não viveremos o pico da vanguarda, mas potencialmente sairemos deste museu cheio de ácaros famintos.

Em 2020 descemos ladeira abaixo, com propósitos do Universo que de alienado passa longe e porque nada é anárquico e tampouco acontece por acaso.  Em 2021 juntaremos os cacos já com muito mais clareza do novo projeto, montando a maquete. E em 2022, começaremos a crescer novamente.

Que cada um possa compreender o seu propósito no percurso desta VIDA e abraçá-lo forte.

#MônicaBergamo #Astrologia #2021

 

OLHA PRÔ CÉU QUARTA, 30 DEZEMBRO LUA CHEIA EM CÂNCER às 00h29m HB

 




A Lua Cheia, é transbordamento entre energias que pertencem a polaridades. Neste momento, Sol em Capricórnio e Lua em Câncer. Signos opostos, frente a frente, tensionados, mirando-se.
E justamente por causa desta energia somos intimados a contemplar o que evitamos: nossas contradições. Imagine um cabo tensionado em direções opostas, cada energia puxando para um lado, nos segmentando.
A Lua, na Cheia veste seu manto prateado em todo esplendor, inundada em beleza e refletindo a luz solar.
O famosa forma pensamento maniqueísta do bem ou mal, isto ou aquilo, sentimentos ou razão, resulta numa dicotomia constante que na verdade precisa é ser integrada. Somos Luz e Sombra e não um ou outro.
A Lua Cheia é o ponto máximo de algo que começou na Lua Nova anterior. Se tivéssemos o hábito de registrar qual foi a nossa intenção neste ciclo, teríamos mais foco e possibilidade de avaliar o que conseguimos fazer.
Agora, imaginem este transbordamento com a Lua em Câncer. Que já desagua em estado natural. Emoção pura, suando os poros com seus eternos assuntos que invariavelmente envolvem questões familiares, pessoais, maternidade, casa, ninho, porto seguro, nutrição.
Com este fogo constante e que ferve relativamente baixo, não se surpreenda se quando menos espera os sentimentos tenham à tona e transbordem.

Tudo fica evidente, verdades saltam aos olhos marejados e garganta apertada por palavras não ditas. E a reação é dar encaminhamento para isso, a angústia se faz insuportável na maioria das vezes, e surge a necessidade de providências para ontem.

E veja bem, não é apenas chororô! E sim, também ação, na direção de dar área para que atitudes possam ser tomadas visando uma saída que despressurize. E isso nos fortalece. A atitude em si, o foco em meio a uma potencial chuva de lágrimas.
Conscientes das próprias emoções, ganhamos vislumbres da direção a ser tomada.

A Lua representa o inconsciente do humano, a abertura para que a intuição possa fluir e se manifestar espiritualmente. A danada é curandeira, trabalha aumentando a vibração das medicações da natureza, sabe partejar, sabe deixar nascer.

Manifeste claramente o que deseja realizar, com todas as palavras, sem receio delas. O universo gosta de clareza.
Lua em Câncer é a memória, a saudade, é falta até do que não viveu. É alcançar a Criança que foi, a mãe que se tornou, a filha, conhecer histórias ancestrais.
É poder se arriscar fora do casulo, saber que um gesto, pode abrir portais de entendimento e perspectivas.

Mas tudo depende, da nossa possibilidade e desprendimento, de se colocar disponível a enxergar com os olhos da alma.

Razão e emoção não estão exatamente em franco desenvolvimento no entendimento do dia de hoje. Não vá pisar em campo minado.

É dia de colocar a vida para andar no que for possível, deixar para lá o que você já sabe que não vai vingar, ou pior, vai gerar salto alto ladeira abaixo, desgaste, loucura, volta ao ponto zero babando e com olheiras gigantes.

Mas, como todos os dias, é tempo de agradecer!

A saúde, o alimento, o abrigo, os afetos, os obstáculos que acabam por promover crescimento, as relações das quais não desistimos enquanto sentimos vida ali, as amizades, os vínculos de toda ordem que fazem sentido e o que nos fazem refletir mesmo que impulsionados pela raiva e dor.

Diante de tudo, ainda somos a minoria privilegiada, e temos muito o que fazer.

 


FELIZ NATAL E QUE VENHA 2021!

Esta última semana do ano é sempre fechamento de mais um ciclo.

O universo nos pede ações inovadoras e tentativas incansáveis com o intuito de zerar pendências. Pede tolerância e entendimento, consigo mesmo e com o outro.

Nada de ficarmos dando tiros no pé por impulsividade, preguiça ou falta de investimento em si mesmo.

Dois mil e vinte, ano histórico, tanto a nível pessoal quanto coletivo, tudo em plena ebulição ao mesmo tempo em que tudo está de certa forma, congelado.

Colocou-se lente de aumento na VIDA, ficarmos recolhidos nos permitiu revelações sob o olhar severo da energia de Capricórnio, praticamente onipresente. Muitos de nós descobrimos vigas mestras que não imaginávamos possuir.  

Mesmo com quem flertou com a intenção de adiar a resolução do que já era mais do que inadiável, não foi dada esta opção. Nem com todos os óculos de lente cor de rosa do mundo, seria possível não ver o que estava confortavelmente escondido debaixo do tapete, pipocando urgências.

Não foi dada a opção de uma pílula mágica qualquer para acalmar os nossos medos. A única opção foi o enfrentamento ou os efeitos colaterais de quem deixou a própria energia paralisada.

Verdades foram escancaradas e eu considero isso um presente. Cutucou para arregaçarmos as mangas, revirarmos o caldeirão e rompermos com padrões ineficientes.

Agora precisamos refletir e agir questionamentos e planejarmos ações de um outro estar no mundo.   

Como é que você vive? A sua prática corresponde ao que internamente acredita? Selecione as metas nas quais vai focar com determinação e persistência e projete aí seus desejos e necessidades.

Cada um de nós tem a “sua chuva forte” para atravessar. Não paralise no conflito e nem na reatividade, e sim, deixe-se fluir com a vida que se renova.

Dois mil e vinte e um flui a partir do que foi deflagrado.

Falta muito, sempre faltará, mas necessidades se renovam e assim vamos espiralando rumo a uma maior consciência.

É preciso aprender a lidar com os términos, enterrar nossos mortos e desbravar o nosso mundo num movimento que é de dentro para fora, com ações concentradas e focadas no enfrentamento de desafios.

Eu me sinto grata pelos ensinamentos e pela possibilidade de fazer de tudo para compreendê-los, mesmo que existam coisas que me pareçam asquerosamente incompreensíveis.

Hoje faço sessenta e dois anos e o início do meu Ano Novo Solar sempre vem acompanhado deste ciclo intenso de reflexões que encerram um tempo e inauguram outro.  

Na madrugada, quando o Sol do céu encontrou o Sol do meu Mapa Natal, ganhei lírios e luzes, acompanhados da mensagem de que nunca nos falte poesia.

E acrescento, que não nos falte também coração pulsante, esperança, fé e respeito pelo exercício do viver.

Que seus melhores projetos se realizem com autocuidado e alegria!

Obrigada pela companhia e por estarem receptivos às minhas traduções celestes  durante este ano que se encerra em breve.

Boa sorte em 2021 e sempre!

Amém nós todos.

Mônica

 


 





Pessoas queridas, um esclarecimento sobre a ERA DE AQUÁRIO!

Sem querer murchar a festa de ninguém, não estamos comemorando o início da Nova Era e sim, a Conjunção de Júpiter e Saturno!
O que define uma Era é a constelação com a qual o Sol está alinhado no inicio da Primavera no Hemisfério Norte e Outono no Hemisfério Sul.
Tem a ver com a precessão dos equinócios, ponto vernal, movimentação do eixo na terra por ação da gravidade e qual constelação é apontada.
Uma volta completa ao redor desse eixo leva por volta de 25.800/ 26.000 anos. SIM!!!!! Divida por 12 e teremos por volta de 2150 anos para cada constelação.E até por volta de 2500/ 2600 estaremos na Era de Peixes.
Como podem ver, é muito aos poucos que o Sol se afasta de uma Constelação na direção de outra.
Estamos em transição, fato. Estamos de olho na Era de Aquário, podemos estar apaixonados pelo que imaginamos ser, mas ainda não estamos lá.
A Conjunção Jupiter Saturno não define a entrada numa Nova Era!
Apenas uma constelação alinhada com o Sol durante o equinócio que ocorre todos os anos entre 20/21 de março, é que estabelece este marco.
Toda Era tem sua Luz e sua Sombra. Não podemos nos esquecer disso ao soltarmos nossa imaginação, e nos afastarmos do presente, que é o verdadeiro construtor do futuro.
.
Esperar pela Era de Aquário como se a partir dela e tudo fosse acontecer no "melhor dos mundos" é exercitar loucamente a ilusão, conhecida pela sua capacidade de aprisionamento.
Além do mais, temos tanto a fazer aqui e agora, que é totalmente sem sentido esse compasso.
Para já, com a chegada de Jupiter e Saturno em Aquário, temos renovação, preparo da andança pelo caminho com maior consciência, conectados com nossos atos que devem contemplar sem excessão, responsabilidade social e ações inclusivas.
A necessidade individual atrelada ao bem comum, feito um mantra sussurrado infinitamente. Não nos distraiamos. É isso que o universo pede.
O enlouquecido crescimento da tecnológia já é "sintoma" aquariano raiz!
As Eras são representações do desenvolvimento humano!
E a Conjunção Jupiter Saturno é um generoso convite do Universo.
É o festejo da vez, aqui, agora.
O que fizermos, será o encanto a partir da realidade, e não em algo estratosféricamente inalcançável, e que por sua vez deve ser construído por cada um de nós.
P.S. Para quem se entende com sites de astronomia, no stellarium.org vocé poderá observar a cada 20/21 de março, data do equinócio de outono aqui no Hemisfério Sul e primavera no Hemisfério Norte, seguindo pelos anos, o movimento das Eras.
Avance bem, mantenha a data e vá de 100 em 100 anos. Poderá observar o quanto falta para estarmos com os dois pés na Era de Aquário.
Enquanto isso, vamos cada um de nós fazer a sua parte.
Temas aquarianos já ventam em nossa consciência, nos despertam diante das urgências do mundo.
O preparo do caminho é longo e não nos falta o que fazer enquanto cantarolamos Aquarius / Let the Sunshine In!
Vamos preparar a grande festa da consciência, da diversidade, do saber, da coletividade, da justiça, da inclusão, da tecnologia que nos permite a comunicação cada vez mais ampla assim como toda a transmissão do conhecimento.
Nós preparamos a festa, cada um de nós, para todos que quiserem bailar os novos tempos, construídos cotidianamente.

OLHA PRÔ CÉU SEGUNDA, 21 DEZEMBRO. JUPITER conjunção Saturno a zero graus de Aquário

 





OLHA PRÔ CÉU

SEGUNDA, 21 DEZEMBRO.

JUPITER conjunção Saturno a zero graus de Aquário

 

A humanidade vive a partir de agora um novo momento impulsionado pela energia aquariana.

Não se trata de um passeio por planícies floridas, perfumadas e vento fresco bailando entre cantorias de paz e amor.

Tensões e dificuldades seguem firmes, obstáculos nos convidam à superação, mas de agora em diante, temos esta energia à nossa disposição.

A percepção de que cada um de nós é único, e todos temos a nossa contribuição individual mirando o coletivo, é a premissa mais importante.

A intensa jornada capricorniana de 2020 chega ao final e Júpiter/Saturno em Aquário sinalizam a possibilidade de uma nova espiralada em nosso desenvolvimento.

Saímos do Elemento Terra (mundo concreto/material, realizações, estruturas, organização, sobrevivência, maestria, responsabilidade, contenção etc. para o Elemento Ar, que tem o olhar voltado para o coletivo, para os avanços tecnológicos, para a troca entre saberes.

Modelos ultrapassados devem dar espaço para o novo, não em contraposição ao que é tradicional! Não se trata de negação e desvalorização das coisas adequadas, que já fizeram parte do nosso mundo. Mas simplesmente cada tempo tem o seu “modus vivendi” e buscará por novos paradigmas conforme for se desenvolvendo e crescendo.

Não se trata de descartar mas adequar.

 A energia aquariana não deve ser entendida como aquela da geração paz, amor e que vai resolver tudo através de um mantra e boas intenções. Não é assim que acontece. Tudo o que existe leva um longo processo de tempo para ser transformado.

 A diferença é que a partir de agora esta energia está à nossa disposição. Seja para a construção de uma nova forma de nos relacionarmos socialmente, sem dicotomias que nos façam acreditar de maneira ingênua e maniqueísta que é “isto ou aquilo”. Sempre em oposição, como se diferenças implicassem em exclusão de um dos lados, ou estivessem aí para nos dividir.

 

Sabe aquele mundo, que acredita que ou estamos ao lado da ciência ou da religião? Pois é, prazo de validade vencido.

Uma intensificação da compreensão espiritual da vida poderá ampliar horizontes, decisões, ações, estimular a fraternidade e reacender a boa luta libertária. Tecnologias galopam no tempo e podem promover a cura de vários males.

Mas Aquário tem um forte lado B, sombrio da gema: racionalização como primazia, colocar cada uma de nossas instâncias em uma gaiolinha, onde emoção e razão não podem coabitar num mesmo ser. Um tanto de inflexibilidade e frieza presentes. Não podemos esquecer que Saturno é corregente de Aquário. Aquário pode ter muita soberba a ser trabalhada.

 O grande pulo do gato desse aspecto é o esforço de pensar fora da caixa. Ousar, ser original com muita consciência. Poder desapegar, fazer o que for preciso mas sem esquecer que existe uma parte fundamental nisso tudo que é a conexão com o seu coração.

Seja você. Ao invés de projetar, se observe! Perceba que tanta coisa que aponta está dentro e não fora. Isso é liberdade!

Aquarius traz o novo, o diferente, altos avanços tecnológicos. Inteligência Artificial, robôs, realidade virtual. Uma macro transformação da estrutura da sociedade na qual estamos inseridos. Grandes mudanças sociais, outra forma de organização humana. Intelectualidade, ideias, pensamentos. Comunidades sustentáveis, nova economia, qualidade de vida.  Nova forma de relacionar-se. Foque no que precisa.

O que transforma a realidade é o que ela provoca em mim e modificar.

Saturno deixa nossa experiência concreta na Terra, é contração.

Júpiter dá sentido ao que acontece, é expansão.

A Conjunção é um momento em que a energia como que fica congelada. Aí logo depois, quando Júpiter que tem a órbita mais rápida começa a se movimentar, começa a possibilidade do novo.  

Se ficar apenas no sonho, na fantasia, flutuando, desperdiçará uma grande oportunidade. Que fique muito claro para onde deseja encaminhar a sua vida, fazer com que seu sonho seja real.

“Quero isto para a minha vida. Como posso chegar a materializar?”

Fé no horizonte futuro com o pé na realidade. Não negar o passado mas trabalhar este horizonte a partir das experiências que já viveu.

 A partir da liberdade de ser quem é, conecte-se com o coletivo humano. Não endureça, deixe-se surpreender.

Foco no que deseja e no que pode ter.

Esta Conjunção tem ares de uma grande reorganização social.

Um lado expande e o outro limita através de pesadas responsabilidades.

E o mundo, globalizado até o último fio de cabelo, vai se adaptando e equilibrando, se auto regulando sob o olhar vigilante de Saturno em Aquário que está conectado ao bem comum.

Júpiter em Aquário é a possibilidade de fértil desenvolvimento na direção deste bem comum.

Pense de maneira grande, gigante, seja quem você é, seja sua singularidade, mas com foco no bem comum.

#JupiterSaturno #MônicaBergamoAstrologia